fbpx

Consumidores do DF projetam alta nas vendas para o Dia dos Pais

A primeira data comemorativa do 2º semestre traz boas expectativas para o comércio no Distrito Federal. Pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio-DF revela que 60,67% dos entrevistados pretendem comprar um presente para o Dia dos Pais 2021. No ano passado, auge da pandemia, esse índice chegou a 55,91%. O valor médio de compra para os consumidores também teve um acréscimo. Passou de R$ 116,12 para R$ 128,58, variação de +10,7%.

Com relação aos lojistas, 62,50% acreditam que as vendas serão iguais às do ano passado, enquanto 37,5% preveem aumento neste cenário. Com isso, a expectativa de crescimento nas vendas em comparação ao efetivamente vendido em 2020, auge da pandemia, é de 20,83%.

O ticket médio teve uma queda expressiva na avaliação dos comerciantes. Esse ano, a estimativa do setor é que fique na faixa R$ 186,42. Em 2020, os lojistas estimavam a cifra em R$ 350,46.

O presidente da Fecomércio-DF, José Aparecido Freire, explica que a pesquisa é importante para que o comércio se prepare para a data comemorativa. “Já é o segundo levantamento no ano que indica um índice acima de 60% e aumento na intenção de compras por parte dos consumidores, em relação ao ano passado. Isso nos permite focar em ações específicas, como planejar promoções e garantir produtos em estoque”, avalia Freire.

Os itens preferidos de consumo para presentear os pais são Calçados/Acessórios (29,65%), Artigos para presentes/Souvenirs (17,67%) e Cosméticos/Perfumes (15,36%). Mais da metade dos entrevistados pretende comprar em lojas de rua/bairro (50,80%), seguido por Lojas de Shoppings (26,80%). O período preferido para realizar as compras é à tarde (64,43%) e nos finais de semana: sábados (34,54%), sextas (28,01%) e domingos (24,82%).

Dentre os 39,33% dos entrevistados que não possuem a intenção de presentear no Dias dos Pais de 2021, destaca-se que 45,73% alegaram não ter a quem dar presentes, e 41,46% disseram estar com dificuldade financeira.

A pesquisa também mostrou que 51,78% dos entrevistados voltariam à mesma loja que ofereceu descontos e promoções em compras anteriores. Trata-se do índice de recompra. Nele também é levado em conta o bom relacionamento (17%) e facilidade de pagamento (9%).

Já o índice de rejeição é oposto ao índice de recompra, ou seja, é o indicador que demonstra o motivo que faz com que o cliente não retorne à loja após efetuar a compra. O preço alto (64,43%) liderou e apontou que o preço acima do comum é um fator determinante para a queda da clientela, seguido pela falta de produtos (11,86%).

Quase metade dos entrevistados indicaram que irão pagar as suas compras no crédito (47,04%), ou seja, não vão liquidar, imediatamente, a compra. A segunda opção mais mencionada foi o dinheiro (30,83%), seguido pelo cartão de débito (20,55%). A expectativa dos lojistas também é de que as compras sejam feitas em sua maioria pelo cartão de crédito (60%).

A grande maioria dos lojistas (79,25%) declarou que irá manter os preços exercidos no Dia dos Pais de 2020. Outros 19,25% declararam que irão aumentar para pagar fornecedores. Apenas 1,5% declararam que irão diminuir os preços.

A pesquisa ouviu 417 consumidores entre os dias 5 e 14 de julho, em diferentes pontos do DF. Para aferir a expectativa dos lojistas, o Instituto Fecomércio consultou 400 empresas de micro, pequeno, médio e grande porte, de diferentes segmentos.

Expectativas superadas

As duas principais datas comemorativas para o comércio no 1º semestre do ano aqueceram o mercado da capital. As vendas superaram as expectativas dos lojistas no Dia das Mães e no Dia dos Namorados em 2021. Em maio deste ano, o setor registrou aumento de 22,5% nas vendas em comparação com 2020. Em junho, os comerciantes tiveram um acréscimo de 18,49% em relação ao mesmo período do ano passado.

Outro dado que também chamou atenção foi o valor do ticket médio. Subiu em ambas as medições. No Dia das Mães, a expectativa era de R$ 189,78. Todavia, o valor registrado foi maior, de R$ 194,19, com aumento de +2,32%. Já no Dia dos Namorados, o valor do ticket médio estimado era de R$ 138,16. Contudo, a pesquisa mostrou que a cifra atingiu R$ 151,15. Ou seja, +9,40% maior do que o esperado.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.