Senac Fashion Day marca a moda do Distrito Federal

Com 13 horas seguidas de atividades gratuitas voltadas para a moda, o Senac Fashion Day foi um marco no Distrito Federal e reuniu, na quinta-feira (10), desde profissionais renomados até a comunidade interessada em ouvir sobre a evolução da moda e a ampliação das capacitações da instituição. O encontro iniciou às 8h da manhã, na unidade Jessé Freire, localizada no Setor Comercial Sul, com oficinas, workshops e palestras até às 17h35. No período da tarde, à partir das 14h, as atividades também ocorreram no teatro do Sesc da 504 Sul, com aulas show, rodas de conversa, produções ao vivo e desfile.

A presidente do Sindicatos das Indústrias do Vestuário do DF (Sindivest), Walquiria Pereira Aires, participou da roda de conversa com estilistas e marcas de moda do DF sobre desafios e oportunidades, e iniciou sua fala elogiando a iniciativa do Senac-DF em promover o encontro. “Não basta gostar de moda, você tem que gostar. Não é um caminho fácil. Sem conhecimento, apenas o talento não faz milagres. O Senac está de parabéns pela qualidade da sua equipe técnica e pelos cursos que está colocando no mercado. E saibam que os estilistas que aqui estão precisam dos profissionais que o Senac está se propondo a formar”, destacou.

Para o mediador da roda e produtor de moda no DF, Fernando Lackman, o Senac mais uma vez marcou a moda do DF não só com o Destaque Moda em 2018, mas agora com o Senac Fashion Day. “Primeiro veio o desfile e agora esse momento para mostrar as diversas capacitações que o Senac tem. Sabemos da necessidade de vários tipos de profissionais. Não adianta entrar na faculdade de moda e a cada três anos e meio, formar 300 estilistas. Não vão nascer tantas marcas de sucesso assim. Você precisa captar a essência do que quer trabalhar dentro da moda. Tem diversas outras funções e seu sucesso estará dentro desse trabalho que você executou. Eu não sei desenhar nada, assim sempre pensei em ser produtor, para que todos vissem esse trabalho final e se emocionassem. É isso que me faz feliz”, motivou.

A organizadora do Senac Fashion Day e coordenadora dos segmentos de Moda e Beleza do Senac-DF, Verônica Goulart, comemorou o encontro e enfatizou a união dos profissionais para que a moda aconteça. “Ninguém faz nada sozinho. Se hoje, por exemplo, foi um sucesso, foi devido a participação de diversos profissionais. Para nós é emocionante ver aqui reunido os nossos alunos, jornalistas, o setor produtivo, os estilistas, e também aqueles que querem trabalhar com moda. Vejo que estamos caminhando numa estrada sem volta e ela aponta para um futuro brilhante para quem já vive da moda e para quem busca trabalhar com ela”, comemorou.

O secretário de Estado da Juventude, Leo Bijos, esteve presente e destacou a importância das oportunidades de emprego que a moda pode gerar para os jovens no DF. “Ao observar um desfile, primeiro olhamos para o modelo que está ali, para a roupa, mas muitas vezes não temos ideia do que tem por trás disso tudo. A economia criativa da cadeia que envolve desde o tecido, a costura, corte, desenho, transporte, venda, loja, aplicativo, site, diversas áreas que podem dar a oportunidade do primeiro emprego para o jovem no DF”, pontuou.

O diretor regional do Senac-DF, Antonio Tadeu Peron, destacou a importância da instituição na formação de profissionais. “Esse evento revitaliza o espírito daqueles que mexem com a moda e gera entusiasmo de quem cuida da moda. O Senac hoje é protagonista na formação de profissionais ligados ao setor, uma vez que ofertamos 22 cursos na área e num curto período de tempo, cerca de três anos, formamos mais de duas mil pessoas. O setor é o segundo no país que mais gera o primeiro emprego entre os jovens, mas digo que quando você faz um curso no Senac, já se apresentará como uma pessoa capacitada no mercado e a visão de que não tem experiência fica para trás”, reforçou.

Para o diretor da Divisão de Educação Profissional e Tecnológica, Gustavo Guimarães, a instituição se preocupa em criar as melhores condições para promover um diálogo proveitoso com o mercado, com empresários, com os diferentes setores públicos e assim sucessivamente. “Esse encontro inaugura, dentre outras ações, um momento peculiar que o Senac está vivendo e do que ele se propõe a fazer nos seus próximos anos em diversos eixos. Com a moda, não poderia ser diferente. Nos preocupamos em criar esse espaço plural, que acolha, que receba, que dê conta de equacionar a diversidade brasileira, que o DF muito bem representa”, concluiu.

Entre em contato.