Decisão que derruba abertura escalonada do comércio é positiva para cidade, avalia Fecomércio-DF

A Fecomércio-DF avalia a decisão da Justiça Federal em derrubar a reabertura escalonada do comércio da cidade como positiva. Segundo o presidente da Federação do Comércio, Francisco Maia, agora a reabertura volta a ser negociada diretamente com o governo do Distrito Federal (GDF), facilitando o diálogo para a reabertura dos estabelecimentos, de forma segura. A determinação foi publicada no fim da tarde desta terça-feira (19), pelo juiz Federal Roberto Carlos de Oliveira, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF).

“Desde o início da pandemia a Fecomércio-DF tem mantido um diálogo com o governador Ibaneis Rocha no sentido de reabrir as lojas de forma segura. Hoje mesmo já conversamos sobre a possibilidade da volta das autoescolas, que deve ser anunciada o mais breve possível pelo Executivo”, informa o presidente da Fecomércio-DF, Francisco Maia. Entretanto, a nova decisão da justiça não quer dizer que o comércio todo abrirá amanhã. “Vamos conversar com o governador, temos que esperar a reação do governo, que acredito que fará um novo cronograma de abertura, de forma segura. Espero que seja em um prazo curto, até porque o governador já tinha esse desejo, inclusive de reabrir os shoppings da cidade”, explica Francisco Maia.

Com a suspensão da determinação anterior, a partir desse momento, o Executivo local conta com o poder de decisão referente à reabertura das atividades comerciais do DF. Na publicação, o juiz Carlos de Oliveira, afirma que o Poder Judiciário não é o foro adequado para a realização da gestão de uma crise de saúde.