fbpx

Vice-presidente da Fecomércio escreve artigo sobre atual situação do Brasil

Em um artigo intitulado “Nariz de cera”, o vice-presidente da Fecomércio-DF, Miguel Setembrino, aborda o atual cenário em que o Brasil está passando. Segundo ele, nesta toada, esvai-se qualquer seriedade necessária para um debate profundo e inadiável que recomponha o Brasil enquanto Nação. Confira a íntegra do artigo:

Nariz de cera

Miguel Setembrino Emery de Carvalho

Às vezes me pergunto se entre “dedos-duros” e “mandiocas”, ainda vale a pena se discutir algum projeto sócio-político-econômico estruturante para o nosso País, enquanto da lavra da mandatária-mor, escapam platitudes e nulidades sem fim, como se amenos os tempos fossem.

Nesta toada, esvai-se qualquer seriedade necessária para um debate profundo e inadiável que recomponha o Brasil enquanto Nação. Perde-se a chance de recuperação ou retomada da nossa alma civilizatória, que foge alucinada, apavorada com o império da barbárie e da estultice, em todos os sentidos.

Estamos entregues, todos, à nossa própria falta de sorte e de juízo. Esse clima de fim de bacanal, com a cerveja quente, os copos quebrados pelo chão, os cinzeiros entupidos de baganas e os banheiros exalando a fedentina intolerável das excrescências, em nada colabora com o sentimento de purificação que tenta penetrar entre o denso humo que turva nossas visões.

As cortesãs, os proxenetas, os larápios de alto coturno, os pilantras oportunistas e até mesmo os ratos de porão já farejam a decadência e se prestam sobranceiros em abandonar essa nau dos infortúnios. Ao olharmos para a ponte, como última esperança, vimos que não há comandante ao leme. Vada a bordo, catzo! Mulheres e crianças primeiro!

O Brasil soçobra a si mesmo, sob o seu próprio peso e incongruências históricas, de há muito detectadas, jamais solucionadas. Somos uma nação de psicóticos maníacos depressivos que trafegam trêfegos entre a euforia e a depressão, embriagados ora de Prozac, ora de Gardenal. Ora com os dentes trincados, ora bando feito beócios.

Feito todo esse enorme nariz de cera , que no jargão jornalístico significa introdução protelatória, retardamento do assunto principal, juro que tentei compor um artigo sério sobre o Brasil e seu futuro. Mas, está difícil. Pelo menos nesse momento.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.