fbpx

Representantes da Fecomércio debatem melhorias para o setor durante sessão da Câmara Legislativa

1709799SA (22)Diretores da Fecomércio reivindicaram melhorias para o setor produtivo local durante sessão ordinária da Câmara Legislativa realizada na sede do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), nesta segunda-feira (26). Os representantes da Federação colocaram em pauta assuntos pertinentes para a melhoria do comércio de Brasília, entre eles: a alteração da Lei do Silêncio, a criação de uma lei que trate sobre a proibição de feiras itinerantes, além da reivindicação de que a responsabilidade sobre o descarte de medicamentos vencidos seja compartilhada entre fabricantes e farmácias. A sessão fez parte do projeto Câmara em Movimento, que tem por objetivo atender mais de perto os anseios da sociedade.

O presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar-DF), Jael Antonio da Silva, destacou a ação da Câmara em se aproximar dos empresários como muito positiva. Ele aproveitou a oportunidade para pedir aos deputados que as mudanças na Lei nº 4.092, de 30 de janeiro de 2008, conhecida como Lei do Silêncio, sejam aprovadas o mais rápido possível. Na opinião de Jael, mais de mil bares e restaurantes fecharam as portas no ano passado, muitos em função da lei. “A forma como está estabelecido é inexequível, e vários estabelecimentos no DF estão sendo autuados e multados mesmo sem ter música ao vivo. Ou seja, a simples conversa dentro de um estabelecimento está acarretando prejuízo para os empresários e consequentemente para a cidade, com demissões e fechamento”, afirmou Jael. “É um apelo do sindicato e da categoria, no sentido de que os deputados redobrem os esforços para mudar essa Lei que traz vários prejuízos para a cidade”, conclui.

Já o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Distrito Federal (Sincofarma-DF), Francisco Messias Vasconcelos, ressaltou a incongruência das leis distritais que tratam do descarte de medicamentos vencidos. “Existe mais de uma lei sobre o mesmo assunto que não conversam entre elas. Uma foi feita pelo ex-deputado Gim Argello, em 2012, que torna obrigatória as drogarias colocarem um recipiente de descarte nas farmácias e o distribuidor do medicamento fica responsável por enviar para a indústria. A outra foi feita pelo deputado Joe Valle, em 2013, e dispõe que o recolhimento, descarte e envio para indústria fica totalmente a cargo do empresário”, afirma Francisco Messias Vasconcelos. Para ele, a lei feita pelo deputado Joe Valle é totalmente onerosa para as drogarias, enquanto a do ex-deputado Gim Argello divide as obrigações e não sobrecarrega nenhum setor. A sugestão dele é seja elaborado um substitutivo que altere as leis com o objetivo de atender melhor o segmento de farmácias.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista do Distrito Federal (Sindivarejista-DF), Edson de Castro, também participou do encontro e ressaltou a necessidade de haver um Projeto de Lei que trate das feiras itinerantes que chegam à Brasília. “Hoje no DF existe sessenta feiras itinerantes. Sendo que durante o ano, temos 52 semanas, isso significa que chega à Brasília mais de uma feira por semana. Essas feiras vêm de outras cidades e prejudicam os comércios locais, além de não gerarem impostos e nem emprego para cidade”, ressalta. Atualmente existem 340 mil desempregados no DF e mais de 20 mil lojas fechadas. Apenas na W3, são 300 lojas fechadas.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.