fbpx

Greve dos rodoviários prejudica vendas para os Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados será comemorado nesta sexta-feira, 12 de junho. Entretanto, os empresários brasilienses estão cautelosos em relação a data comemorativa. De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto Fecomércio, a expectativa de crescimento nas vendas é de apenas 0,63% em comparação com o ano passado. A pesquisa foi feita com 323 empresas do comércio do Distrito Federal, de 15 segmentos diferentes. No mesmo período de 2014, a estimativa foi de queda de -0,25% nas vendas. Isso ocorreu porque a data coincidiu com a abertura da Copa do Mundo no Brasil.

Segundo o presidente da Fecomércio-DF, Adelmir Santana, a greve dos ônibus prejudicou ainda mais as vendas este ano. “A falta de confiança, tanto de empresários quanto de consumidores, o crédito mais caro e restrito, os juros e a inflação mais altos e o alto índice de endividamento da população já eram fatores que estavam pesando na hora da compra de presentes e ainda ocorreu a greve dos rodoviários, o que piorou a movimentação de clientes nas lojas em todo o Distrito Federal”, explica Adelmir. Ele lembra que normalmente o Dia dos Namorados é a terceira melhor data para vendas no comércio.

Dentre os segmentos pesquisados, o de Bolsas e Acessórios é o mais pessimista, com previsão de queda nas vendas de -13,33%, depois segue o de Relojoaria/Joalheria/Ótica (-6,04%); Loja de Departamento (-5,00); Loja de Roupas Íntimas (-3,18%); Floricultura (-2,48%); Vestuário (-2,33%); Material Esportivo (-2,07%); e Eletroeletrônicos (-0,50). Já entre os otimistas, o setor de Restaurantes é o mais confiante, com expectativa de crescimento nas vendas na ordem de 9,80%. É seguido pela Loja de Artigos para Presente (8,36%); Perfumaria (5,67%); Sexy Shop (5,67%); Calçados (1,71%); Livraria (1,44%) e Chocolateria (0,33%).

O levantamento do Instituto Fecomércio constatou que 72,8% dos entrevistados que possuem expectativa negativa acreditam que a queda nas vendas é decorrente da crise econômica. Já os empresários que têm expectativas positivas acreditam que as vendas crescerão por ser uma data vendável (69,8%). Os lojistas que devem manter seus estoques nos índices atuais são maioria, com 58,9% das respostas. Apenas 7,7% dos entrevistados admitiram uma redução em relação ao ano anterior, e 33,3% dos entrevistados estão prevendo aumentar seus estoques.

Sobre a forma de pagamento, 57% dos empresários acreditam que o consumidor deve utilizar o cartão de crédito/débito, seguido por pagamento em dinheiro (36,6%), cartão de loja, crediário/carnê e cheque pré-datado (6,3%). O valor médio dos presentes também foi pesquisado e a maioria dos entrevistados (23,5%) espera gastos entre R$ 80 e R$ 120.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.