fbpx

Futura secretaria de turismo conhece projetos da Fecomércio para valorizar Brasília

A futura secretaria de turismo do DF, Vanessa Mendonça, esteve na Fecomércio na tarde desta sexta-feira (14) para conhecer um pouco mais sobre o trabalho da entidade em prol do turismo. Vanessa se reuniu com o presidente da Federação, Adelmir Santana, e com o vice-presidente da entidade e presidente da Câmara de Turismo e Hospitalidade da instituição, Francisco Maia. Foi estabelecido ainda uma parceria para que Executivo e o setor privado possam caminhar juntos com o objetivo de aumentar o número de turistas na cidade e promover desenvolvimento econômico e social.

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, destacou que a entidade vem trabalhando com a intenção de encontrar um caminho para o turismo em Brasília. “O nosso objetivo é o de que a cidade se desenvolva. É dentro desse espirito que queremos proximidade com a secretaria de turismo do DF”, ressaltou Adelmir. Já o presidente da Câmara, Francisco Maia, destacou que a parceria será de grande relevância e a expectativa para os próximos anos são excelentes para o turismo.

Um dos projetos apresentados para a futura secretária, durante a reunião foi a Marca Brasília, que teve por objetivo criar uma identidade visual para a capital. Lançado em abril de 2017, o concurso foi aberto a toda a sociedade. Os participantes foram orientados a oferecer a sua visão de Brasília traduzida na forma de uma marca a partir de premissas como a essência e a singularidade, atributos urbanísticos e vocação turística. Ao longo do processo de inscrição foram apresentados 515 trabalhos. A marca eleita foi anunciada no dia 30 de novembro de 2017. A identidade visual escolhida remete às obras arquitetônicas de Brasília. A futura secretaria destacou que a marca é muito bonita e tem um potencial enorme para promover a capital da República.

Segundo Vanessa, é uma marca que pode dialogar com diversos setores, além de ser moderna e acessível. “A marca passa uma ideia de cidade criativa, que Brasília é uma cidade transversal”, disse. “Vamos fazer um trabalho de promoção da marca dentro das nossas ações e certamente vamos trazer esse movimento para junto do governo. Gostei muito, ela traduz o espirito da cidade”, enfatizou Vanessa. Ela também destacou o trabalho da Federação. “É muito estruturado, realmente demonstra uma atenção e comprometimento com o trade turístico e com a cidade. As ações são pensadas estrategicamente e promovem Brasília como destino no Brasil e no mundo.”

Durante a reunião também foi tratada a imagem da capital. “O nosso trabalho na secretaria nos próximos anos será no sentido de preparar a cidade, de promover Brasília para o mundo e para o País como uma capital que reúne todas as condições para diversos tipos de turismo”, disse a secretária. “Precisamos dar ênfase para o empreendedorismo aqui, criar ações que tragam os jovens e toda a população para conhecer a história dessa capital”, disse.

Vanessa afirmou ainda que pretende explorar a orla do lago Paranoá, como uma forma de atrair a juventude e um público diferenciado. “Temos um lago que é incrível, trabalharemos com o trade, com os órgãos fiscalizadores, com os setores da gastronomia, temos uma orla linda. Será prioritário promover um calendário esportivo para o lago, buscaremos parceiros para isso. Temos que criar oportunidades para a cidade se desenvolver.”

A secretária também recebeu outra proposta da Câmara de Turismo da Fecomércio: o Projeto de Lei (PL) que trata sobre a criação do Fundo de Incentivo ao Turismo do Distrito Federal (FitDF). Um dos principais objetivos do projeto é criar uma política de desenvolvimento do turismo no DF e na Região Integrada de Desenvolvimento do Entorno (Ride-DF). A ideia inicial do PL é que o governo abra um crédito especial de R$ 30 milhões com a finalidade de dotar orçamentariamente o Fundo. Esse recurso seria aplicado em incentivo a projetos nos diversos campos do turismo: promoção e divulgação do segmento; preservação do patrimônio; manutenção de instalações e equipamentos destinados a atividade turística, além da preservação das condições de uso e criação desses espaços.

Francisco Maia disse que o projeto consiste em uma revitalização do atual Fundo de Fomento à Indústria do Turismo (Fitur-DF), criado em 2007, junto com a Lei que criou a extinta Brasília Tour. Segundo Maia, o atual fundo não atende aos requisitos do trade turístico, além de ser de difícil acesso. Também participaram da reunião as assessoras de projetos especiais da Fecomércio, Jackeyline Reis Mapurunga e Karine Câmara; a coordenadora de câmaras temáticas, Carolina Kluppel; e o assessor tributário, Eduardo de Almeida.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.