fbpx

Folia organizada

por acm

Os brasilienses estão ansiosos panavalNoParque_Dia4_aIMG_9289ra a festa mais alegre do Brasil: o Carnaval. Há algum tempo a data tem sido reinventada na capital. Dessa forma, os moradores do Distrito Federal estão preferindo ficar na cidade no feriado em vez de saírem de viagem. Por isso, a cada ano, as atrações estão mais completas. E os preparativos já estão a todo vapor para o Carnaval de 2018 no Distrito Federal.

Em 2018, a Terça-feira de Carnaval será no dia 13 de fevereiro. O Governo de Brasília, por meio da Secretaria de Cultura, lançou um edital de seleção para um patrocinador oficial do Carnaval de Brasília. Segundo o secretário de Cultura, Guilherme Reis, o patrocínio se dará por meio do fornecimento de bens e serviços necessários ao alcance do interesse público na execução da folia, tendo como contrapartida a autorização para exibição de publicidade e a ativação de marca do patrocinador. “Editamos um decreto do Carnaval para assegurar que sua manifestação tenha caráter público e democrático. A festa não é de governo nem de iniciativa privada. É uma manifestação espontânea da própria sociedade, um direito fundamental à cidade e à cultura. Nosso interesse é que se mantenha assim: sem cordas e de livre manifestação dos foliões”. Ainda segundo o secretário, o edital que foi publicado não torna o evento privado, mas gera possibilidade de investimento na cidade. “Isso não o privatiza, mas permite que tenhamos um Carnaval mais sustentável economicamente, uma vez que a iniciativa privada pode investir nos blocos em troca da difusão de sua marca, mas desde que observado os princípios de um Carnaval gratuito, público. Ou seja, a iniciativa privada participa, o governo participa, mas o Carnaval continua sendo do povo”, aponta Guilherme. O patrocínio será formalizado mediante assinatura de acordo de cooperação.

O secretário de Cultura afirma que essa inciativa surgiu pelo crescimento exponencial do Carnaval do DF nos últimos anos e da percepção de que as empresas começaram a se interessar em investir na cidade. Dessa forma, o governo reconheceu o papel do patrocinador como um elemento importante para desonerar os cofres públicos, uma vez que se diminui o investimento direto do Estado no fornecimento de estruturas para dos blocos de rua, por exemplo. “Chegamos perto de 2 milhões de foliões neste ano de 2017. Em outras capitais com mais tradição, empresas já investem há anos. Em 2015 tivemos um Carnaval com investimento privado direto, mas tímido, e em 2016 e 2017 um investimento por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Desta vez, partimos para o edital de seleção de um patrocinador oficial, modelo já utilizado, por exemplo em São Paulo e em Salvador”, explica Reis.

Ainda de acordo com o secretário, a expectativa é de atender 2,5 milhões de foliões pelo DF nos vários eventos de pré-Carnaval até a ressaca, após o 13 de fevereiro. “Normalmente, a concentração maior é no Plano Piloto, mas os eventos têm crescido em todas as regiões do DF. É importante frisar que eles são de iniciativa da própria sociedade civil. O governo apenas autoriza e regula o uso do espaço público”, diz. A proposta é uma Parceria Público-Privada, na qual o governo atua como regulador e organizador e o setor privado participa viabilizando estruturas e outros serviços, além de patrocínio artístico. Para tanto, o governo oferece algumas ferramentas, como a possibilidade de utilização de incentivos fiscais.

A gerente de Marketing da empresa R2 Produções, Nathalia Rezende, reafirma a mudança de comportamento dos brasilienses em relação ao Carnaval. “Nunca sentíamos confiança em fazer um evento de Carnaval em Brasília, por isso fizemos uma pesquisa para o Carnaval de 2017 e entendemos porque as pessoas saiam da cidade no período. Elas saiam porque não tinha atrações de peso na cidade”, comenta.

Diante desse fato, a produtora organizou em 2017 um evento no Carnaval com artistas nacionais e locais durante cinco dias no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. “Tivemos um público de 43 mil pessoas, mais de 8 mil por dia, sendo que desse público 11% vieram de fora da cidade”, afirma Nathalia. O sucesso da iniciativa foi tanto, que desde novembro a empresa está vendendo ingressos para o Carnaval 2018 e a proposta é aumentar ainda mais as atratividades aos longos dos anos, para assim o Carnaval de Brasília se consolidar como uma festa tradicional da cidade. “Nós temos um departamento que cuida só do Carnaval o ano inteiro”, acrescenta Rezende.

Para 2018, além de artistas consagrados no âmbito nacional e local, a produtora fará um palco alternativo que terá uma alusão ao Setor Comercial Sul, bairro tradicional da cidade, em parceria com o Coletivo Labirinto. “A intenção é dar empoderamento à cidade”, explica Nathalia. E também terão mais dias de apresentação, na comparação com a edição passada, sendo que um deles será exclusivamente voltado para o público infantil. A iniciativa é capitaneada pela R2 Produções, em parceria com a Verri E Verrri, Medley, Influenza, Upiano e GT10.

O comércio também será beneficiado diretamente com os foliões no período carnavalesco. O presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar-DF), Jael Antonio da Silva, afirma que os bares localizados perto dos blocos de Carnaval têm aumento de 10% a 20% nas vendas. “Os brasilienses, neste ano de 2017, permaneceram na cidade, valorizando ainda mais a festa”, ressalta Jael.

O proprietário do Bar Brahma, localizado na 201 Sul, Mauro Calichman, afirma que no sábado e na segunda-feira de Carnaval, são os dias que o estabelecimento mais lucra, na comparação com os mesmos dias do resto do ano. “No sábado de Carnaval temos aumento de 15% no número de clientes e no faturamento. Mas, na segunda-feira o aumento ultrapassa os 100%. Isso porque, tradicionalmente, o bloco Galinho de Brasília sai exatamente da 201 Sul. Então, conseguimos manter nesse período o bar cheio, com 250 pessoas durante o dia inteiro”, aponta, Mauro.

 

 

 

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.