fbpx

Fecomércio reúne empresas de ônibus e condena greve dos rodoviários

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, convidou nesta terça-feira (29) os representantes das concessionárias de ônibus: Pioneira, São José, Piracicabana, Urbi e Marechal e a Associação Brasiliense Das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros (TransitDF) para debater a paralisação dos rodoviários, que afetou a população brasiliense na segunda-feira (28) e foi considerada ilegal pela Justiça.
Adelmir donos de empresas de onibus-1A intenção de convidar as concessionárias de ônibus foi a de achar um caminho para que este tipo de paralisação no transporte público não ocorra novamente. “Apenas esse ano foram seis greves dos rodoviários, este é um fato que afeta a todos os cidadãos da cidade. Precisamos ampliar o debate em relação a esse assunto e estendê-lo a outras entidades, como o Ministério Público e a OAB-DF, para que ninguém incentive esse tipo de greve que acontece sem a realização de uma assembleia geral e sem informar as empresas e as entidades patronais. A população fica de mãos atadas”, ressaltou Adelmir Santana.
Ele destacou que a Fecomércio repudia esses atos radicais de paralisação, que prejudicam, sobretudo, a população mais carente da cidade, que depende do sistema de transporte coletivo para se locomover, além de criar um impacto negativo na economia local. O direito de greve é uma garantia prevista na Constituição. Entretanto, de acordo com Adelmir, esse tipo de paralisação não pode implicar na suspensão total de um serviço essencial para população.
Cerca de 1,8 milhão de pessoas utilizam o transporte público diariamente no Distrito Federal. O presidente das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros, Barbosa Neto, disse que não pretende criar um conflito com o sindicato dos trabalhadores da categoria, mas informar que a greve ocorreu de uma maneira divergente da lei. Ele salientou ainda que todos os ônibus estão aptos a operar.
Após a decisão da Justiça, os rodoviários decidiram suspender a greve iniciada às 6h da manhã desta segunda-feira (28/8). Em negociação no Tribunal Regional do Trabalho do Distrito Federal, a categoria optou por esperar uma nova rodada de negociações, que ocorrerá nesta quarta-feira (30). Os rodoviários reivindicam reajuste de 10% nos salários e avisaram que se nada for resolvido eles podem retomar a paralisação nesta semana.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.