Fecomércio-DF, CNC e secretarias assinam protocolo para instituir selo de empresa amiga da segurança pública

por acm

A Federação do Comércio do Distrito Federal (Fecomércio-DF), a Confederação Nacional do Comércio (CNC), a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) assinaram na tarde desta terça-feira (26), às 16h, na sede da CNC, em Brasília, um protocolo de intenções para instituir o Selo Amigo da Segurança Pública no DF.

O selo identifica estabelecimentos que oferecem vantagens e descontos aos profissionais da segurança pública na compra de produtos e serviços. O objetivo é criar uma grande rede de benefícios e valorização para esses servidores. A ideia é que os comerciantes interessados em participar da iniciativa façam sua adesão ao projeto por meio de um aplicativo que ainda será lançado. A partir de agora, será criado um grupo de trabalho para que o projeto chegue até os empresários.

O presidente da Fecomércio-DF, Francisco Maia, disse que a Federação se sente muito honrada por ser a entidade escolhida para realizar esse projeto piloto na capital da República. “É muito importante para a cidade. Fortalece o nosso desejo de nos aproximar dos serviços de segurança pública. Vamos nos empenhar para que os empresários participem do projeto”, disse.

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, destacou que a Confederação, a partir deste ato, irá se comprometer para que todas as Federações do Brasil, assim como a Fecomércio-DF, façam parte do projeto. “Nada mais justo, correto e digno que todos os cidadãos participem dessa cruzada voltada ao objetivo de valorização e respeito dos agentes da segurança pública”, disse. “O sistema irá defender a ideia que todo protetor da vida tenha vantagens, que são absolutamente justas e corretas”, enfatizou Tadros.

O general da reserva e atual secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, também esteve presente e elogiou o selo. “Todo mundo lucra: valoriza o profissional e é bom para o comércio. O selo inibe a atuação do meliante por saber que lá existe a presença de policiais”. O idealizador da iniciativa, deputado estadual pelo Rio Grande do Sul, Tenente-coronel Zucco (PSL), falou que a ideia de criação do projeto surgiu após uma viagem para o exterior, onde as forças armadas são muito valorizadas e reconhecidas pela população. Para mais informações, os empresários podem ligar para: 3038-7502.