fbpx

Diretoria da Fecomércio adere à Campanha “10 Medidas contra a Corrupção”

Reuno de Dirertoria 25-08-2015-8085 (1)Os promotores de Justiça Paulo Vinícius Quintela e Luciana Asper participaram na noite desta terça-feira (25), da reunião de Diretoria da Fecomércio-DF, com o objetivo de apresentar a campanha “10 Medidas contra a Corrupção” para os empresários dos setores de comércio e serviços da cidade. O convite foi feito pelo presidente da entidade, Adelmir Santana, após a Fecomércio ter firmado uma parceria com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) com a intenção de mobilizar a sociedade contra a corrupção no Brasil.

A Fecomércio contribuirá com a iniciativa divulgando a ideia e coletando assinaturas a favor das 10 medidas contra a corrupção. Todos os membros da Diretoria presentes na reunião aprovaram a iniciativa e declararam apoio a campanha. Para assinar e conhecer os projetos, basta acessar o site: www.combateacorrupcao.mpf.mp.br/10-medidas.

Na abertura do encontro, Adelmir Santana ressaltou que essas medidas são de fundamental importância para o momento atual do País. “Não poderíamos de maneira nenhuma ficar de braços cruzados quando fomos procurados pelo Poder Judiciário do Distrito Federal para participar dessa campanha”, destacou. Na opinião do presidente da Fecomércio, qualquer mudança só será possível se a população abraçar a causa. “Nós temos o exemplo do que aconteceu no passado com a manifestação popular em relação à criação da lei da Ficha Limpa. Vimos que essas iniciativas existiam dentro do Congresso Nacional, mas efetivamente não andavam. A situação mudou com a pressão social”, diz Adelmir.

A promotoria Luciana Asper, coordenador da campanha no MPDFT, explicou que a meta é arrecadar 1,5 milhão de assinaturas para apresentar as dez medidas como projeto de lei de iniciativa popular ao Congresso, iniciando o processo para que se tornem lei. As alterações legislativas propostas visam a tornar o sistema judicial mais eficiente no enfrentamento da impunidade dos crimes de corrupção e na recuperação dos recursos públicos desviados. “A ONU faz uma estimativa que atualmente no Brasil são desviados R$ 200 bilhões por ano. Esse valor significa triplicar o orçamento federal da saúde. Daria também para triplicar o orçamento da educação e quadriplicar o orçamento brasileiro com a segurança”, afirmou a promotora.

Outro ponto citado por Luciana Asper foi em relação a Operação Lava Jato, deflagrada recentemente pela Polícia Federal. Segundo ela, R$ 2,4 bilhões foram bloqueados pela Justiça, R$ 870 milhões já recuperados, 48 prisões preventivas decretadas, 46 prisões temporárias efetivadas, 53 mandados de busca e apreensão cumpridos, 138 envolvidos denunciados e 30 réus condenados. “A Lava Jato trouxe uma conscientização para a população e uma esperança muito grande de que é possível fazer um grande trabalho de combate à corrupção”, disse.

 

 

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.