Comércio varejista do País registra alta no mês de agosto, informa IBGE

As vendas no comércio varejista brasileiro tiveram alta de 1,3% no mês de agosto, quando comparado com julho. É o que diz pesquisa divulgada nesta quinta-feira (11), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa é a primeira alta após três quedas mensais consecutivas, registrando o melhor agosto dos últimos quatro anos. Na opinião do IBGE, o resultado compensou a maior parte da retração de 1,5% acumulada nos últimos três meses.

As vendas no comércio em agosto, por setor, ficaram da seguinte forma: Combustíveis e lubrificantes: 3%; Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo: 0,7%; Tecidos, vestuário e calçados: 5,6%; Móveis e eletrodomésticos: 2%; Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos: 0,9%; Livros, jornais, revistas e papelaria: -2,5%; Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação: 0,6%; Outros artigos de uso pessoal e doméstico: 2,5%; Veículos e motos, partes e peças: 5,4%; Material de construção: 4,6%.

Neste cenário, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo(CNC) revisou de +4,3% para +4,5% sua estimativa de crescimento do setor para este ano. Foi a primeira revisão positiva desde a greve dos caminhoneiros em maio. Para a CNC, a liberação de recursos do PIS/PASEP ajudou nas vendas em agosto, injetando no consumo aproximadamente R$ 10,3 bilhões do total sacado nos meses de agosto e setembro.

Entre em contato.