fbpx

Cenário indefinido

por acm

Adelmir Santana

Presidente da Fecomércio-DF, entidade que administra o Sesc, o Senac e o Instituto Fecomércio no Distrito Federal.

Costuma-se dizer que no Brasil o ano só começa depois do carnaval. No meio político, a frase tem sido utilizada com euforia para dizer que o jogo começou. A menos de oito meses das eleições, os candidatos à presidência estão elaborando seus planos de governo. No Distrito Federal, no entanto, o cenário local ainda está confuso. Com base no raciocínio das lideranças nacionais, tenho a impressão de que demorará para 2014 ter início em Brasília, o que é ruim, sobretudo, para a oposição.

Hoje, pairam dúvidas sobre todas as candidaturas ao Buriti. Do lado governista, Agnelo Queiroz será candidato à reeleição, isso está definido. Não está claro, porém, quem serão seus aliados. Partidos outrora integrantes dessa chapa já abandonaram o barco. Além disso, os altos índices de reprovação de Agnelo encorajam setores do PMDB, que tem o vice Tadeu Filippelli, a alçar outros voos. Do lado oposicionista, um encontro na residência do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), juntou os ex-governadores José Roberto Arruda e Joaquim Roriz.Discutiu-se a chapa Arruda para governador, Liliane Roriz para vice e Gim Argello para o Senado.As dúvidas, nesse caso, residem nos partidários dessa coligação.

Os deputados Luiz Pitiman e Izalci Lucas, além do ex-secretário Márcio Machado, todos tucanos, se colocaram como pré-candidatos ao governo. Não sabemos como o PSDB resolverá isso numa eventual aliança com Arruda. Também possui afinidades com esse grande grupo a deputada Eliana Pedrosa (PPS), outra parlamentar em campanha ao GDF. Falta ainda entender qual será o papel do DEM, que no passado expulsou Arruda e recusou a filiação de Roriz. O seu presidente Alberto Fraga postula um cargo majoritário. Por fim, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB), candidato certo ao governo, não tem nem vice e nem um nome ao Senado. Fala-se sempre no deputado Reguffe (PDT) para uma dessas vagas. Diante desse emaranhado, sobra balão de ensaio e falta uma união capaz de mudar Brasília, como espera a população.]

Publicado originalmente no Jornal de Brasília 10/03/2014.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.