Câmara de Turismo da Fecomércio realiza encontro para estabelecer Brasília como sede de eventos importantes

Com o intuito de mostrar que Brasília tem capacidade e estrutura para receber eventos de grande porte, a Câmara de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio-DF promoveu na sexta-feira (24), no evento Na Praia, um happy hour, com empresários do ramo turístico e profissionais do segmento de outros estados, como Rio de Janeiro e São Paulo. O presidente da Câmara e vice-presidente da Fecomércio, Francisco Maia, destacou que a capital do País tem grandes produtores e mão de obra capacitada para entrar de vez na rota dos grandes eventos.

2018-08-24- Fecomercio happy hour no Na Praia-97Uma pesquisa recente mostrou que grandes produtores não querem trazer eventos para o DF exatamente por achar que aqui não tem estrutura. Mas, a nossa intenção é mostrar que temos uma enorme capacidade. Um dos exemplos que a capital do País pode ser anfitriã de grandes festas é o Na Praia, evento que chega ao seu quarto ano com grande sucesso”, disse Francisco Maia. “As pessoas não imaginam que Brasília possa receber um evento dessa envergadura. Nós, como incentivadores de turismo, não podemos deixar de engrandecer um evento desse, com um modelo de negócio muito bom”, ressaltou.

Na ocasião, Bruno Sartório, um dos sócios da R2 produções, empresa responsável pelo Na Praia, festa Surreal e Carnaval no Parque, fez uma palestra para os presentes. Ele destacou a importância de se criar uma experiência para o consumidor e ressaltou ainda os diferenciais do Na Praia. “O turismo quer vender experiências para os visitantes e é exatamente isso que o Na Praia faz. Os nossos eventos são pensados dessa forma, o principal diferencial é transportar a pessoa para um mundo diferente, com um mix de experiência entre shows, gastronomia, conteúdo infantil, balada e temática”, disse Bruno. Em sua quarta edição realizada em 2018, o Na Praia tem um crescimento de público de 35% ao ano. “Várias pessoas de fora vêm acompanhar e curtir o evento. É para qualquer idade, para qualquer tipo de pessoa. Pensamos sempre em inovar e trazer um diferencial a cada edição”, concluiu Bruno.

O secretário de Turismo do DF, Jaime Recena, também esteve presente e falou sobre a relevância de eventos e do entretenimento para o crescimento do número de visitantes na cidade. “A presença desses eventos no DF tem sido de grande importância para o turismo da cidade. Desde 2015, já notamos uma frequência maior desses acontecimentos e temos percebido que pessoas de fora têm visitado o DF para acompanhar essas festividades, como o Na Praia, que é um grande exemplo para o setor”, disse. O secretário também falou do Carnaval no Parque, que está popularizando a festa de Brasília.

O happy hour contou ainda com a presença do ganhador do Globes Awards, em 2009, como Profissional de Marketing Promocional e um dos criadores do conceito de Live Marketing, Tony Coelho. Formado em Letras, Pedagogia e Comunicação, além de professor e palestrante, Tony falou da importância do live marketing, definido como um marketing que interage com o público, proporcionando um engajamento entre o cliente e a marca. “A ideia de provocar experiências diferenciadas para o consumidor implica em vendas, e esse é o objetivo do live marketing”, explicou Tony. “O segredo é que a ideia trabalha com marca, produto e serviços de tal forma que amplia a interação, fazendo a pessoa se sentir parte daquilo”, informou.

O assessor especial da Embratur, Marco Lomanto, também reforçou a ideia do live marketing e destacou que o turismo está cada vez mais inserido nessa questão. Segundo ele, a Embratur está envolvida neste assunto para fomentar o turismo no Brasil. “Estamos trazendo exposições de destinos que provocam sensações diferenciadas ao cliente, como realidade virtual e questões sensoriais. Temos que investir no turismo e entender que o segmento é uma cadeia produtiva enorme que envolve mais de 50 setores da economia”, disse.