fbpx

Por Francisco Maia

Presidente do Sistema Fecomércio-DF (Fecomércio, Sesc, Senac e Instituto Fecomércio)

“Se a reta é o caminho mais curto entre dois pontos, a curva é o que faz o concreto buscar o infinito”. Niemeyer criou obras para uma cidade, em que as formas nasceram para ser eternas. Brasília, senhora de sessenta anos, cidade tombada como obra de arte, começa a apresentar os primeiros sintomas da idade. Lucio Costa e Oscar Niemeyer pensaram em uma capital para 500 mil habitantes. Hoje, explode espremida pelas linhas do tombamento, com uma população que passa de 3 milhões. Como Ilha da Fantasia, a poderosa classe média de Brasília se aglomera no Plano Piloto, com os melhores salários médios do País, enquanto a poucos quilômetros existe a comunidade do Sol Nascente, maior favela da América Latina.

O Setor Comercial Sul é um problema grave. Depois do horário de trabalho há uma morte urbana naquela região. Todos os edifícios e pontos turísticos ficam abandonados e se tornam locais perigosos: prostituição, droga e assalto. A cidade é um corpo vivo que possui mecanismos de defesa. O problema grave que afeta o comércio e a vida dos que circulam no Setor Comercial Sul, impôs ao governo uma solução. Sensível, o governador Ibaneis estuda liberar as normas de ocupação dos prédios da região. A ideia é liberar a área para uso de moradia. Estudos provam que, quando há moradia, a circulação da população existe de maneira permanente e o local ganha oxigênio e vida.

As mudanças serão graduais. A autorização para o uso residencial permite investimentos privados na modernização dos prédios. O governo já reservou R$ 9 milhões para ações, como a criação de paredes verdes, jardins e novas calçadas. Um projeto é a construção de um estacionamento subterrâneo para atender os moradores fora do horário comercial, assim como estuda a criação de uma rua com restaurantes, bares e lojas 24 horas. Lina Bo Bardi, a arquiteta italiana, dona do moderno que se une com o simples, deixou um bom recado para a reurbanização do Setor Comercial Sul: “Não é preciso muito para ser muito”.

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.