fbpx

Alta dos preços para população de baixa renda perde força

por acm

A alta de preços para a população de baixa renda do país perdeu força em maio, na comparação com o mês anterior, influenciada pela variação de preços de hortaliças e legumes, medicamentos em geral, roupas e gasolina, de acordo com análise divulgada nesta quarta-feira (11), pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com esse resultado, o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1, que mede a variação de preços para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos mensais acumula alta de 3,70% no ano e de 6%, nos últimos 12 meses.

 

Olá! O nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site. Por favor, consulte nossa página de política de cookies e  para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Configurações de cookies

A seguir, você pode escolher os tipos de cookies que permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FunctionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalyticalNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AdvertisingNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OtherNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.