O Sesc participa do CONBRAN- Congresso Brasileiro de Nutrição com um estande em que mostrará que seu trabalho em nutrição passa por todas as áreas de atuação: educação, saúde, cultura, lazer e assistência. Dois painéis vão apresentar trabalhos recentes, um deles fala sobre a obesidade infantil nas escolas do Sesc e o outro sobre a redução das sobras de alimentos em unidades de alimentação e nutrição do Sesc em Rio Branco, Acre.

Mas o destaque da participação do Sesc no Conbran é a Roda de Conversa que acontece nesta quinta-feira (19), das 10h às 11h30, na sala Mariane Peretti. Com o tema Aliment-Ação: Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência um representante de cada área do Sesc vai falar sobre a instituição e a relação dos seus 5 Programas com o alimento. Participam como debatedores: Karina Amêndola, Saúde; Renê Lopo Neto, Assistência; Roberta Barreto, Lazer; Anna Paula Januzzi, Educação e Flávia Tebaldi, Cultura. Todos são funcionários do Sesc nas áreas descritas.

Sobre os painéis

Obesidade Infantil – O maior desafio da saúde no século XXI é a prevalência da obesidade infantil e suas consequências. A escola tem um papel importante no combate à obesidade, uma vez que por meio de um ambiente privilegiado facilita a promoção da saúde entre os estudantes e pode influenciar a família e a comunidade do entorno. Para aproveitar tal potencial, o Sesc vem estruturando, nas escolas de Educação Infantil uma abordagem estratégica que parte da avaliação do estado nutricional dos estudantes e avança para a integração entre corpo docente e nutricionistas, propondo a criação de atividades pedagógicas e nutricionais para a redução do índice de excesso de peso.

A ação em números:

18 escolas em 15 estados
4.167 alunos de 185 turmas
Contratação e capacitação de 18 nutricionistas

Redução das sobras de alimentos

O Sesc realizou recentemente uma avaliação na cidade de Rio Branco, Acre, em suas duas unidades de alimentação e nutrição. A primeira etapa consistiu em mapear a situação das unidades, avaliando todo o processo de produção (planejamento do cardápio, pré-preparo, preparo e distribuição), com obtenção dos números reais de desperdício de sobras por meio da pesagem da quantidade de alimentos produzidos e desperdiçados. Na segunda etapa, de intervenção, a fim de obter os dados percentuais de desperdício, o nutricionista pesou diariamente todo o alimento produzido e o excedente. É necessário ressaltar a importância do treinamento da equipe para consciência e impacto desse processo na qualidade do serviço.

A ação em números: Na unidade Bosque do Sesc, havia desperdício de 150 kg /dia e após a intervenção o desperdício na produção foi de 55kg, ou seja, houve uma redução de 50% para 4,57%.

Nutrição no Sesc
Alimentação saudável e de boa qualidade é o que encontram alunos das escolas do Sesc e frequentadores dos restaurantes da Instituição. Além do constante aperfeiçoamento de suas instalações e equipamentos, os profissionais da área realizam um trabalho voltado para a orientação do público, divulgando a importância de uma alimentação adequada para preservação da saúde e prevenção de doenças.