Dia das maes-4-boletim-1Os empresários do comércio brasiliense estão confiantes com o Dia das Mães. A expectativa de crescimento nas vendas durante o período é de 11,13% em relação ao mesmo período de 2017. No ano passado, a perspectiva de alta era de 6,31%. É o que mostra a pesquisa do Instituto Fecomércio. O levantamento foi realizado com 401 lojistas de rua e de shoppings do DF de 14 segmentos diferentes.

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, explica que o lojista acredita que esse Dia das Mães será melhor do que o de 2017 em desempenho de vendas, chegando a 60,6% o percentual de lojistas otimistas. Em 2017, apenas 39,5% dos lojistas estavam otimistas e acreditavam em vendas melhores no Dia das Mães. “Esse crescimento de expectativa positiva indica que o lojista já está percebendo melhores possibilidades de vendas e um comportamento de consumo mais aquecido com chances de crescer ainda mais no período”, revela Adelmir. Ainda segundo ele, o Dia das Mães é a segunda melhor data para o comércio e por isso os empresários sempre apostam no crescimento das vendas.

Os segmentos de Cama, Mesa e Banho, e Perfumaria e Cosméticos lideram o ranking entre os lojistas como os segmentos mais otimistas para o período, registrando melhoria na expectativa de vendas da ordem de 18% e 17,88%, respectivamente.

Sobre as contratações temporárias, a maioria dos entrevistados (80,8%) afirmou que não pretende reforçar o quadro de funcionários para o período, 11,7% vão contratar e 7,5% ainda não decidiram. O segmento de Floricultura é o que mais pretende contratar. No quesito Estratégias para o período, 57,6% pretendem usar estratégias para alavancar suas vendas, tais como: divulgação, propaganda em redes sociais (77,1%). Em relação aos estoques, 38,6% dos lojistas ampliarão suas reservas de mercadorias. Quanto ao preço médio do presente para o Dia das Mães, os empreendedores acham que o cliente brasiliense vai desembolsar em torno de R$ 120 nas mercadorias.

Visão do consumidor

A maioria dos brasilienses está disposta a comprar presentes para comemorar o Dia das Mães. É o que mostra a pesquisa do Instituto Fecomércio-DF. O levantamento ouviu 400 pessoas, sendo 172 mulheres e 228 homens. De acordo com a análise, 53,5% dos entrevistados têm a intenção de comprar algum presente para o Dia das Mães. Para aqueles que têm a certeza em presentear suas mães, o destaque ficou para o setor de Calçados e Acessórios, com 32,3% da preferência, seguido de Cosméticos e Perfumes, com 31,9%. O preço médio do presente a ser gasto pelo consumidor é de R$ 158,71.

Quanto à forma de pagamento, 66,8% dos consumidores declararam a preferência pelo pagamento à vista na compra para o Dia das Mães. Essa preferência indica que os limites de créditos ainda continuam restritos forçando o consumidor a optar por pagamentos que possam ser comportados pela sua disponibilidade atual. Esse comportamento poderá ser um limitador para as vendas de maior valor.