A Câmara Legislativa do Distrito Federal revogou o aumento de 2,99% na conta de água, autorizado pela Agência Reguladora das Águas (Adasa) no mês passado. O reajuste serviria para compensar as perdas da Companhia de Saneamento (Caesb) por causa do racionamento, já que a estatal vendeu menos água devido à crise hídrica. Os deputados anularam a medida por meio de um decreto legislativo, publicado nesta terça-feira (12) no Diário da CLDF.