O saldo de empregos com carteira assinada gerados no primeiro semestre de 2018 foi de 392 mil em todo o Brasil, 452,37% superior ao mesmo período de 2017, quando foram criados 71 mil novas vagas. É o que mostra pesquisa divulgada nesta quinta-feira (13), pelo cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Dos oito setores da economia, sete tiveram saldo positivo nos primeiros seis meses deste ano. O melhor desempenho foi no segmento de serviços, que chegou ao final do primeiro semestre com 279.130 postos de trabalho criados, seguido pela indústria de transformação, que gerou 75.726 vagas, e a agropecuária, que gerou 70.334 empregos novos. Já o comércio fechou 94.839 postos de trabalho com carteira assinada.